Açorianos em São Domingos

14,00 

Açorianos em São Domingos

Em 1940, um grupo de micaelenses seguiu como emigrante para um país, pouco conhecido da América Central, chamado República Dominicana. Esse país que divide o território da ilha Hespaniola com a República do Haiti, na época, 1940, fomentava uma política de desenvolvimento populacional e económico focada na imigração, seja através do aliciamento de imigrantes com um pacote de privilégios aparentemente muito interessante, ou através da simples “abertura de portas” para os milhares de refugiados de guerra, primeiro, da Guerra Civil Espanhola, e depois para europeus fugidos da II Guerra Mundial. Para esse grupo de micaelenses, a saída dos Açores em direcção à República Dominicana foi uma estratégia que levou a resultados desesperadores, sofrendo as consequências de uma política de desenvolvimento populacional mal concebida e acabando por regressar após meses de sofrimento, ainda mais pobre e doente, porém, socorrido por uma vasta rede consular, de parentescos e de apoios das diversas comunidades açorianas, com conexões nas Bermudas, Estados Unidos da América e Açores, sendo, finalmente, repatriado por conta do Governo da época.

Autor: Luiz Nilton Corrêa

Em stock

Autores

Luiz Nilton Corrêa

Doutor em Antropologia pela Universidade de Salamanca, Luiz Nilton Corrêa possui Estudos Avançados em Antropologia pela mesma universidade; Mestrado em História Insular e Atlântica e licenciatura em História, pela Universidade dos Açores. Atualmente é professor convidado do programa de Master e Doutorado em Antropologia de Ibero-América da Universidade de Salamanca. É Membro Emérito do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina – IHGSC e da Associação Catarinense de Conservadores e Restauradores de Bens Culturais – ACCR. Também, Presidente da Sociedade Ibero-Americana de Antropologia Aplicada – SIAA. Dirigiu vários congressos internacionais, como o Congresso Internacional dos 270 Anos da Presença Açoriana em Santa Catarina (Florianópolis – 2018), XXIV Congresso Internacional de Antropologia de Ibero-América (Açores 2019) e o Congresso Internacional dos 400 Anos da Presença Açoriana no Maranhão (São Luís – 2019). Coordenador do programa de Pós-Doutorado do IHGSC, possui diversos artigos e obras publicadas no Brasil, Portugal e Espanha. Entre suas publicações, incluem-se traduções e produções próprias como A Pesquisa Etnográfica, em parceria com Angel Aguirre Baztàn; Metodologia Científica: Para trabalhos académicos e artigos científico, além da co-autoria nos vários livros dos Congressos Internacionais de Antropologia de Ibero-América.

Mais Livros Letras Lavadas

Informação adicional

ISBN

978-989-735-295-9

Edição

2020

Idioma

Português

Encadernação

Capa mole

Editora

Letras Lavadas

Também pode gostar
Produtos Relacionados