Promoção!

O Julgamento de Hipócrates

7.92

O Julgamento de Hipócrates

Acontecimentos bizarros ocorrem no Hospital-Prisão de Água d’Alto, situado na vertente sul-leste da ilha de São Miguel, nos Açores. O complexo prisional integra o Centro Hipócrates de Estudos Biomédicos, criado e dirigido por Ramon Árias, médico-cirurgião, de origem peruana, que se proclama descendente do povo Atlante, que governou o continente da Atlântida, antes de submergir tragado pelas águas do oceano.

A fuga de um recluso, repatriado dos EUA, leva à denúncia dos estranhos casos clínicos e, num ápice, chegam ao conhecimento de uma jornalista do “Notícias dos Açores”.

Com o processo-crime “Operação Hipócrates” instaurado pelo Ministério Público, Árias é constituído arguido e levado a julgamento.

Paralelamente, Bárbara do Canto, diretora do Instituto de Geofísica e Vulcanologia está preocupada com o recrudescer da atividade sísmica do maciço vulcânico da Lagoa do Fogo que ameaça a sobrevivência do complexo prisional de Ramon Árias. Além do vulcanismo, há outra turbulência na vida de Bárbara: Gustavo Daguerre, fotógrafo freelancer da Geographic Magazine, interessado em fotografar a paisagem vulcânica. Entre eles nasce uma atração tão fulminante que supera a diferença de idades que os separa.

Ao longo dos dezasseis capítulos, a narrativa vai alternando a loucura de Ramon Árias com a paixão de Bárbara do Canto. De uma e de outra pode brotar a tragédia.

 

Veja aqui a reportagem do lançamento do livro pela RTP Açores.

 

Autor: José Eduardo Carvalho

 

Mais livros Letras Lavadas

 

Em stock

Autores

JOSÉ EDUARDO CARVALHO

Nasceu a 9 de fevereiro de 1939 e é economista, gestor, investigador e professor universitário jubilado da Universidade Lusíada, onde também foi investigador no Centro de Estudos da População, Economia e Sociedade (CEPESE).
Com doutoramento na área das ciências sociais da economia e gestão das organizações (ISCTE/IUL), possui vasta experiência profissional como executivo, assessor e consultor em várias instituições privadas e públicas.
Os seus interesses evoluíram para os domínios do conhecimento da genética, neurociência e epistemologia das ciências sociais, coordenando grupos de projeto de investigação em tecnologias industriais e biotecnologia. Integrou como membro permanente a Comissão Técnica Portuguesa de Normalização em Biotecnologia (INETI/IPQ) e o Conselho Nacional de Certificação em Análise do Valor (APAV/INETI).
No campo editorial, dirigiu Lusíada – Economia & Empresa, revista indexada na base EBSCO Publishing/Fonte Académica. Entre os dezoito livros publicados, deu à estampa nos últimos cinco anos: Gestão de Empresas – princípios fundamentais, As Mulheres Dominam a Economia… e a Economia gosta! (2015), Campo de Ourique: A Aldeia de Lisboa: história do bairro escrita nas ruas (2014), Campo de Ourique: A Aldeia de Lisboa: história do bairro nas histórias da gente (2016). Na escrita de ficção tem editados Einstein nunca amou (2010) e O Julgamento de Hipócrates (2013).

 

Informação adicional

Peso 0.377 kg
Dimensões (C x L x A) 14.3 × 15.2 × 2 cm
ISBN

978-989-735-025-2

Edição

2013

Idioma

Português

Encadernação

Capa mole

Editora

Letras Lavadas

Também pode gostar…