Destroços à Deriva

14,00 

Em stock

Destroços à Deriva

«Destroços à Deriva (poemas), creio, é o mais comprometido de Aníbal C. Pires. Não procura ideologia, procura a humanidade no seu melhor. O presente é este falso mosaico, que já não admite outras cores senão as suas e únicas.
O que devemos perceber nestas palavras é que o poeta se recusa a sucumbir à desesperança – a luta é parte da vida, estar sempre atento às brechas da luz e felicidade. De resto, e é sempre muito nos contextos atuais, um rasgado elogio às mulheres sofredoras e a sua sacralidade e beleza em frente aos demónios que caem do “céu” ou à beleza de outras numa cidade sem bombas e na aparência normalizada, sem raivas mortíferas de estranhos e criminosos».

Vamberto Freitas, Março de 2024

«O poeta parte da ilha para o mundo, e do mundo regressa sempre à geografia das suas memórias e afectos sem deixar de expressar ao leitor um interiorismo muito íntimo, mas que no seu andamento do quotidiano aproxima o leitor de uma mundividência que nos permanece comum sem nunca perder a originalidade de cada verso, de cada poema.

São as formas e as cores vivas ou mais escuras do que ela percebe ser o estado de alma, o estado de espírito do poeta quando aborda os temas que dão do mesmo modo forma a
cada verso, a cada sequência poética do seu pensamento e da ideia subjacente a cada um deles. Nunca enchem a tela, como que a dizer que o mundo e a vivência do poeta vai continuar
a preencher o que ainda ficou por dizer na busca de dias e de um mundo que poderá ser redondo e sempre a girar, mas incompleto, desigual, a um tempo bom e cruel. (…)».

Excertos do prefácio
Vamberto Freitas

Autor:  Aníbal Pires   Ilustração: Ana Rita Afonso

Partilhe nas suas redes:

DETALHES DO PRODUTO

Informação adicional

Dimensões (C x L x A) 20 × 14 × 0,7 cm
ISBN

978-989-735-528-8

Edição

Abril de 2024

Idioma

Português

N.º Páginas

68

Encadernação

Capa mole

Editora

Letras Lavadas

SOBRE O AUTOR

Aníbal C. Pires

Aníbal C. Pires, professor, nasceu em Castelo Branco (1956), reside, desde 1983, na Região Autónoma dos Açores.

Publicações:

Imigrantes nos Açores – representações dos imigrantes face às políticas e práticas de acolhimento e integração, Edições Macaronésia, Ponta Delgada, 2010

O Outro Lado – palavras livres como o pensamento, Edições Letras Lavadas, Ponta Delgada, 2014

Toada do Mar e da Terra – Volume I (2003/2008), Edições  Letras Lavadas, Ponta Delgada, 2017

O Encanto dos Sonhos, Edições Letras Lavadas, Ponta Delgada 2019

Esperança Velha e outros poemas, Edições Letras Lavadas, Ponta Delgada, 2020

 

Ana Rita Afonso

Ana Rita Afonso nasceu em 1962, em Lisboa. Professora desde 1986. Licenciada em Design e com pós-graduação em Produção Visual pelo IADE. Reside desde 1964 na Região Autónoma dos Açores.
Docente no quadro da Escola Básica Integrada Canto da Maia, onde coordena o Departamento de Educação Visual e Tecnológica.
Ilustrou o livro O Outro Lado – palavras livres como o pensamento, Aníbal C. Pires, Edições Letras Lavadas, 2014.
Em 2016, no Centro Municipal de Cultura de Ponta Delgada, promoveu a exposição TOCAR O MUNDO. Aguarelas e poesia, numa parceria com Aníbal C. Pires, Nelson Cabral, Rafael Carvalho e Renata Correia Botelho.
Colaborou com a APPLA na ilustração do livro VOANDO… A UNIR O QUE O AR SEPARA, edição da Absoluto Fascínio e das Letras Lavadas, 2017.
Ilustrou o livro, Toada do Mar e da Terra – volume I (2003/2008), Aníbal C. Pires, Edições Letras Lavadas, Ponta Delgada, em 2017.
Foi responsável pelos cenários da peça de teatro Sophia, um enredo biobibliográfico, de M. Amélia Sophia da C. Lopes, 2019.
Ilustrou do livro O Encanto dos Sonhos, Aníbal C. Pires, Edições Letras Lavadas, Aníbal C. Pires, Ponta Delgada, 2019.
Ilustrou do livro Esperança Velha e outros poemas, Aníbal C. Pires, Edições Letras Lavadas, Ponta Delgada, 2020.
Em 2022, ilustrou o livro A Bem Me Quero, M. Amélia Sophia da C. Lopes, Edições Letras Lavadas, Ponta Delgada, 2021.
Foi responsável pelos cenários e adereços da peça de teatro Eu Natália, de M. Amélia Sophia da C. Lopes, 2023.

Também pode gostar

Outras Sugestões