Viagens à volta da mesa nas ilhas Macaronésia

24.00

O imaginário histórico-cultural do mundo insular dos arquipélagos dos Açores, Madeira, Canárias e Cabo Verde, sustenta-se de práticas ancestrais, baseadas nas memórias da sua identidade coletiva. Os hábitos alimentares constituem um dos pilares dessas reminiscências, aliados, em muitos momentos, às práxis de subsistência e à criatividade das suas populações, condicionadas pela insularidade e a aspereza do território inóspito.

A religiosidade tornou-se um fator unificador de sociabilização do insular, criando um conjunto de elementos identitários que ultrapassam o sagrado e transcendem o profano, alicerçando-se em experiências alimentares enquadradas nos diversos momentos do calendário cristão, dando origem a uma gastronomia, rica em saberes sabores e história.

A existência de uma cozinha tradicional insular nas ilhas da Macaronésia é, pois, subordinada às questões de identidade nestes arquipélagos, através dos seus laços históricos, das suas afinidades biogeográficas e da própria cultura que une estas regiões insulares, situadas no Atlântico Norte, compostas por um total de 28 ilhas habitadas, extensíveis aos continentes europeu e africano.

Autor: Duarte Nuno Chaves

Em stock

Categorias: , Etiqueta:

Autores

Duarte Nuno Chaves

Doutor em História da Arte pela Universidade de Évora, com a tese dedicada ao estudo das “Imagens de vestir da procissão dos Terceiros no Arquipélago dos Açores”.O trabalho de investigação que realizo atualmente incide no estudo da utilização da imaginária processional, particularmente as “imagens de vestir”, por parte da Ordem Terceira da Penitência nos séculos XVII a XIX, no contexto da catequização que os franciscanos desenvolveram no Arquipélago dos Açores. Paralelamente, participo em vários projetos de mediação cultural, junto de escolas do ensino básico e secundário, desenvolvendo ainda atividades nas áreas do Património Cultural e Museologia, sendo de destacar a minha participação no Projeto Científico do Museu Vivo do Franciscanismo, na cidade da Ribeira Grande, S. Miguel, Açores.

 

Informação adicional

Dimensões (C x L x A) 31 × 24.5 × 2.1 cm
Edição

2021

Idioma

Português

Encadernação

Capa Dura

Editora

Letras Lavadas

Também pode gostar…