Um Punhado de Areia nas Mãos – Diário II

15,00 

Um Punhado de Areia nas Mãos – Diário II

Maria João Ruivo convida o leitor a embarcar numa viagem que escapa, serena e acutilante, aos limites do tempo e do espaço e que o obriga a olhar para dentro de si, através da leitura do Outro. Na verdade, a obra-espelho evidencia a singularidade de um quotidiano individual que se metamorfoseia numa jornada coletiva, colocando a nu a frágil condição do ser humano, traduzida e cogitada ao longo do diário. Um Punhado de Areia nas Mãos – Diário II, recusando os medos e um primário impulso da voz narrativa, prova que as palavras estão, efetivamente, vivas e jamais gastas! A obra, mais do que produzir um discurso pessoal e de refletir a forma como o Eu se relaciona com o dia-a-dia, ilustra a pertinência da observação do real imediato, que se manifesta rico e diverso, e da cogitação sobre este, para que destas possam brotar a clareza do conhecimento.

Pedro Paulo Câmara

——

Autora: Maria João Ruivo

 

Em stock

DETALHES DO PRODUTO

Additional information

Weight 0,317 kg
Dimensions 23 × 16 × 1,2 cm
ISBN

978-989-735-4007

Edition

2022

Language

Português

Bookbinding

Capa mole

Publisher

Letras Lavadas

SOBRE O AUTOR

Maria João Ruivo

Maria João RuivoMaria João Machado Ruivo Amaral Sousa nasceu em São Miguel – Açores, em 1965. Completou os estudos secundários no Liceu Antero de Quental, onde leciona Português há trinta e quatro anos, tendo-se licenciado, em 1989, em Português/ Inglês. Tem algumas publicações dispersas em jornais da região (crónica, conto e escrita memorialística) e em revistas como a Insulana (Instituto Cultural de Ponta Delgada). Tem colaborado, igualmente, em diversas edições coletivas (autores da Macaronésia e autores luso-brasileiros, entre outros). Colaborou recentemente no livro Teoria da Educação e Formação de Professores – Conceções, Perspetivas e Práticas, coordenado por Emanuel Oliveira Medeiros. Em 2011, publicou o Livro de Homenagem a seu Pai – Fernando Aires – Era uma Vez o seu Tempo – numa coordenação conjunta com Onésimo Almeida e Leonor Simas Almeida. Coordenou, ainda, a Reedição da obra diarística integral, da autoria de Fernando Aires, Era uma Vez o Tempo, que veio a lume em dezembro de 2015, com a chancela da editora Opera Omnia. Em 2017, publicou o 1º volume do seu próprio Diário – Um Punhado de Areia nas Mãos – numa Edição das Letras Lavadas (que já tem uma 2ª edição).

Também pode gostar

Outras Sugestões