Na rota de Antero Insulano

14,00 

Na rota de Antero Insulano

Os ensaios de Gustavo de Fraga reunidos neste volume levam-nos verdadeiramente na rota de Antero Insulano.
Fundamentais para o conhecimento de Antero de Quental, neles é constante a atenção dada tanto ao controverso e estimulante tema das raízes filosóficas do autor insular, como à sua interpretação e confluência numa frustrada tentativa de edificação de um sistema ordenado de ideias. Também trabalhada, a inclinação do poeta-filósofo para os temas da justiça social é mais um motivo que leva Gustavo de Fraga a inserir Antero no panorama sócio-político e cultural insular e europeu.

——

Autor: Gustavo de Fraga

 

Em stock

Partilhe nas suas redes:

DETALHES DO PRODUTO

Informação adicional

Dimensões (C x L x A) 22,5 × 15,5 × 1,5 cm
ISBN

78-989-735-419-9

Edição

2022

Idioma

Português

Encadernação

Capa mole

Páginas

270

Editora

Letras Lavadas

SOBRE O AUTOR

Gustavo de Fraga

Gustavo de Fraga (1922-2003) nasceu na ilha das Flores e veio com a família para a ilha de S. Miguel ainda muito novo. Fez os primeiros estudos em Vila Franca do Campo, frequentando depois em Ponta Delgada, o então Liceu Central de Antero de Quental e o curso do Magistério Primário, com exame de Estado, em 1942. Radicou-se de seguida em Lisboa para frequentar a universidade, licenciando-se em Ciências Históricas e Filosóficas, ao mesmo tempo que trabalhava como jornalista.
Durante alguns anos leccionou como leitor de português na Universidade de Bona, na Alemanha e, posteriormente, como bolseiro, realizou investigação para o doutoramento nas universidades de Paris, de Friburgo da Brisgóvia e de Lovaina.
Fez carreira de professor universitário na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, onde obteve o doutoramento, em 1966, com a tese De Husserl a Heidegger. Elementos para uma Problemática da Fenomenologia.

Professor na Universidade de Coimbra, regressou à Região aquando da criação da Universidade dos Açores, onde foi Vice-Reitor e Presidente do Conselho Científico. Nomeado professor catedrático da Universidade de Coimbra em 1981, quando se encontrava em comissão de serviço na Universidade dos Açores, Gustavo de Fraga aqui permaneceu de 1976 até à sua aposentação, em 1990.
Da sua vasta obra, destacam-se livros e ensaios no âmbito da fenomenologia e da antropologia filosófica, para além de estudos sobre Descartes e Hegel, entre outros filósofos.
Ao regressar a Ponta Delgada, Gustavo de Fraga viu renascer no seu campo de interesses o estudo de Antero de Quental. Dedicou-lhe clarificadores ensaios, aqui apresentados por José Luís Brandão da Luz, em que dá uma atenção especial ao controverso e estimulante tema das raízes filosóficas do pensamento de Antero.

Também pode gostar

Também pode gostar…

Adicione aqui o texto do seu título

Outras Sugestões