Transatlântico II – Açorianidade & Interculturalidade

12,00 

Transatlântico II – Açorianidade & Interculturalidade

A Região Autónoma dos Açores projeta Açorianidade nas Américas e acolhe Interculturalidade nas Ilhas. Somos menos de 250.000 residentes nas nove ilhas do arquipélago português do Atlântico Norte, mas bem mais de dois milhões de açorianos e seus descendentes no Brasil, no Uruguai, nos Estados Unidos, no Canadá ou na Bermuda. Inversamente, já somos destino emigratório de mais de 5.000 cidadãos estrangeiros provenientes de 97 países diferentes, que vêm compensar a erosão demográfica natural, colmatar a carência de mão de obra local, ajudar a desenvolver os Açores. Na senda de Transatlântico – As Migrações nos Açores, com textos de 2021 e 2022, este Transatlântico II – Açorianidade & Interculturalidade, compilando informações e reflexões de 2023, tanto celebra a identidade açoriana da Diáspora como a diversidade cultural da Região. Tudo isso a pretexto de efemérides açóricas como os 275 anos do povoamento açoriano do sul do Brasil, os 260 anos da chegada dos açorianos ao Uruguai, os 145 anos da emigração açoriana para o Havai, os 100 anos do nascimento de Natália Correia, os 95 anos da Casa dos Açores em Lisboa, os 80 anos da vinda dos americanos para a Base das Lajes, os 70 anos da emigração oficial dos Açores para o Canadá, os 65 anos do Azorean Refugee Act ou os 25 anos da Direção Regional das Comunidades do Governo dos Açores.

—-

Autor: José Andrade

 

Em stock

Partilhe nas suas redes:

DETALHES DO PRODUTO

Informação adicional

Dimensões (C x L x A) 23 × 16 × 1 cm
ISBN

978-989-735-503-5

Edição

2024

Idioma

Português

Encadernação

Capa mole

Editora

Letras Lavadas

SOBRE O AUTOR

José Andrade

José Andrade nasceu na cidade de Ponta Delgada, ilha de São Miguel, Região Autónoma dos Açores, em 1966. É licenciado em Ciências Sociais, na especialidade de Ciência Política, e integra o quadro de pessoal da RTP/Açores desde 1988. No exercício de sucessivas responsabilidades institucionais, tem dedicado especial atenção à diáspora açoriana. Enquanto assessor do Presidente do Governo Regional dos Açores, participou no encerramento das comemorações dos 250 anos da colonização açoriana do Sul do Brasil, nas cidades de Florianópolis e Porto Alegre, em 1996. Enquanto chefe de gabinete da presidência da Câmara Municipal de Ponta Delgada ou Vereador da Cultura e Ação Social, organizou os processos de geminação da cidade de Ponta Delgada com Florianópolis (Santa Catarina) e Newport (Rhode Island), em 2003, e com Kaua’i (Havai), em 2018, e iniciou o processo de construção da réplica monumental das Portas da Cidade de Ponta Delgada em Fall River (Massachusetts), em 2004. Como presidente da Comissão Municipal de Toponímia de Ponta Delgada, propôs os topónimos locais “Rua Cidade de Fall River” (1998), “Rua Cidade de San Leandro” (2000), “Rua Cidade de Newport” (2003), “Rua Cidade de Toronto” (2003), “Rua Cidade de Florianópolis” (2003), “Rua Cidade de Porto Alegre” (2003) e “Alameda das Comunidades Açorianas” (2008). Enquanto Deputado à Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, acompanhou os assuntos parlamentares das Comunidades Açorianas, a par da Cultura e da Comunicação Social, e participou nas assembleias gerais do Conselho Mundial das Casas dos Açores realizadas em Hilmar (Califórnia) em 2014, Montreal (Quebeque) em 2015 e Flores e Corvo (Açores) em 2016. Durante este período, visitou todas as Casas dos Açores existentes em Portugal, Estados Unidos da América, Canadá, Brasil e Uruguai, por iniciativa própria e a expensas pessoais, de cujos contatos resultou a publicação do livro Açores no Mundo, com prefácio do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. É membro correspondente do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina (Brasil) e sócio, agora suspenso, da Associação dos Emigrantes Açorianos. Foi distinguido com o título de “Cidadão Honorário de Florianópolis”, no Estado de Santa Catarina, Brasil (2023); com a “Sala Dr. José Maria de Medeiros Andrade” na Casa dos Açores do Estado do Espírito Santo, Brasil (2022); com o título de “Cidadão Honorário do Município de Viana”, no Estado do Espírito Santo, Brasil (2022); com o Troféu “Portugalidade” do jornal Audiência (2021); com o Diploma de Reconhecimento Municipal do Município de Ponta Delgada (2016); e com o Prémio “Personalidade Cultural do Ano” da revista Saber Açores (2012). Exerceu as funções de Diretor Regional das Comunidades no XIII Governo da Região Autónoma dos Açores de dezembro de 2020 a fevereiro de 2024.

Também pode gostar

Também pode gostar…

Adicione aqui o texto do seu título

Outras Sugestões